Feaes e Hiza comemoram cinco anos e lançam Programa de Voluntariado

Postado em Assessoria de Imprensa

A humanização do atendimento no Hospital do Idoso Zilda Arns ganhou reforço a partir desta sexta-feira (31), com o lançamento do Programa de Voluntariado. A novidade completa a comemoração dos cinco anos da inauguração do hospital e faz parte das atividades do aniversário de Curitiba.

O secretário municipal da Saúde emocionou a plateia, ressaltando o trabalho dos funcionários que trabalham pela excelência no tratamento humanizado e pedindo a todos para se abraçarem. “Desde o começo dessa gestão, percebo a necessidade de humanizar relacionamentos. O ser humano quer calor humano”, afirmou. “Os profissionais da saúde dão aos pacientes conforto e esperança de retorno à vida plena. O voluntariado vem completar esse trabalho”.

A Feaes (Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba), que administra o Hospital do Idoso, também completou cinco anos nesta data. É responsável também por prover equipes de saúde para Unidades de Pronto Atendimento, Samu, Centros de Atenção Psicossocial – CAPS, e Programa Melhor em Casa, além de manter a Maternidade Bairro Novo.

“Esse novo passo, com o voluntariado, preenche lacunas percebidas pelos nossos empregados em contato com pacientes. Melhora o atendimento humanizado que tanto prezamos e promove a socialização dos pacientes”, declarou Ivana Busato, diretora-geral da Feaes.

VOLUNTÁRIOS

O Hospital do Idoso conta com voluntários religiosos, responsáveis por visitas e cultos ecumênicos, além do grupo Tutores do Riso e da ong Amigo Bicho, que levam descontração e carinho aos internos. Com a criação do Programa do Voluntariado, o leque de atividades será ampliado, permitindo que mais pessoas participem do dia a dia do hospital.

Tânia Maas, diretora de Práticas Assistenciais, explicou que os primeiros chamamentos serão feitos a partir de maio. “Vamos definir atividades que mais ajudariam nossos pacientes para selecionar voluntários”, disse Tânia.

O Programa será coordenado pelo setor de Serviço Social. “As necessidades de muitos pacientes são simples. Eles querem conversar, ouvir histórias ou apenas passear”, descreveu Valéria Azevedo. Porém o programa poderá incluir atividades mais complexas, também ligadas à infraestrutura.

CERIMÔNIA

Também participaram da cerimônia João Simões Cordeiro, o João do Suco, administrador regional do Pinheirinho, e Gerson Gunha, administrador regional do Portão, além de representantes de vereadores. O auditório se completou com funcionários da Secretaria Municipal da Saúde, da Feaes e membros da comunidade. “São cinco anos de talento em melhorar a vida da comunidade. Vamos fazer a cidade humana”, declarou João do Suco.

A solenidade teve apresentação do casal de cantores Fernando e Marise Farias. Os Tutores do Riso, palhaços que há quatro anos fazem trabalho voluntário no Hospital do Idoso, animaram a plateia com brincadeiras. O coordenador do grupo, Irajá de Poli, a pastora luterana Vera Maria Immich e Jorge Antônio Andrade, representante do diácono Jonas da Silva, foram homenageados e receberam o jaleco do voluntariado.

Eles são parceiros do Hospital do Idoso nas atividades desenvolvidas para os pacientes. “O objetivo da capelania, instalada com o Programa de Voluntariado, é alimentar a espiritualidade e fazer a diferença na vida das pessoas em momentos de dificuldade”, disse Vera Immich.

HOMENAGENS

A primeira diretora do Hospital do Idoso, Tereza Kindra, foi homenageada com placa de agradecimento pelos anos de dedicação. Atualmente, Tereza é supervisora do Distrito Sanitário Matriz. “É gratificante ver o sonho de dar atendimento digno e de respeito, realizado”, disse emocionada, reconhecendo antigos funcionários.

A Feaes também homenageou todos empregados, por meio de quatro representantes. Foram escolhidos aqueles que trabalham no hospital desde sua inauguração. A enfermeira Patrícia Rodrigues, a técnica em radiologia Nilsiana Pereira Pedroso Wink, o médico Alencar Gracino, e Irineu Barszcz, da equipe administrativa.