Error: Only up to 6 modules are supported in this layout. If you need more add your own layout.

Hospital Vitória alcança três mil altas na pandemia da covid-19

Escrito por Fernanda Luvizotto. Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

A vendedora Gisele de Oliveira de Camargo, de 29 anos, é a 3.000ª paciente recuperada da covid-19 no Hospital Vitória, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Ela tocou o sino ao meio-dia desta quinta-feira (2/9) - o ritual é realizado a cada alta na unidade. A celebração uniu profissionais de saúde, parentes e amigos.

“Três mil altas, três mil vidas bem-cuidadas só no Hospital Vitória, onde a qualidade do atendimento e o carinho da equipe são verdadeiras bênçãos para os curitibanos que por lá passam”, comemorou o prefeito Rafael Greca.

A ala clínica do hospital foi reaberta em 5 de junho de 2020 pela Prefeitura de Curitiba graças a um acordo com a United Health Group, controladora do Grupo Amil, que cedeu o espaço em regime de comodato para o município atender, pelo SUS, a casos suspeitos e confirmados de covid-19.

Com 58 leitos de enfermaria e 60 de terapia intensiva, o hospital é administrado pela Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas), vinculada à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), e conta com 550 funcionários.

“O Hospital Vitória tem sido fundamental no atendimento à população durante a pandemia. É uma das peças mais importantes dentro da nossa estratégia de enfrentamento à covid-19”, disse a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

Símbolo da vitória contra a covid-19, Gisele celebrou a alta. Ela ficou sete dias internada no hospital, cinco deles na UTI. Ao lado da mãe, da irmã e do sobrinho Ian, de 9 anos, que fez os cartazes para receber a tia, chorou de emoção.

"Eu não tinha medo da covid-19, mas passei a respeitar a doença. Depois disso, vou redobrar os cuidados. As pessoas precisam usar máscara porque isso não é brincadeira", desabafou Gisele.

A diretora de atenção à Saúde da Feas, Tatiane Filipak, parabenizou Gisele pela recuperação e a equipe do hospital pela dedicação. "Nós amamos o que fazemos. A nossa essência é cuidar de vidas", afirmou.

 

Balanço

Desde o início da pandemia, foram 9,7 mil altas de pacientes com covid-19 nas unidades mantidas pela Prefeitura de Curitiba e administradas pela Feas/SMS.

Além do Vitória, o Hospital Municipal do Idoso (2.345 altas), o programa Saúde em Casa (2.069) e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Tatuquara (545) e Boqueirão (855) recebem estes pacientes.

O quantitativo inclui o número de recuperados atendidos no Hospital Victor do Amaral, já desativado, e a Unidade de Estabilização Psiquiátrica (UEP) Casa Irmã Dulce, que também atenderam a pacientes com covid-19.

Vanessa Aparecida da Silva, de 32 anos, é outro exemplo de superação. Ela recebeu alta nesta terça-feira (31/8) do Hospital do Idoso, após ficar 50 dias na UTI e ter mais de 75% dos pulmões comprometidos pela covid.

Na saída de Vanessa, o clima de alegria e emoção juntou funcionários do hospital a amigos e familiares da paciente. O filho José Miguel, de 6 anos, foi o primeiro a abraçá-la. Vida que segue.