Error: Only up to 6 modules are supported in this layout. If you need more add your own layout.

Ala para covid-19 do Hospital Vitória completa um ano com 2,4 mil pacientes recuperados

Postado em Assessoria de Imprensa

A ala clínica do Hospital Vitória completou neste sábado (5/6), um ano desde que foi reaberta para atendimento exclusivo de covid-19. De lá para cá, 3,2 mil pacientes passaram pela unidade - 2,4 mil se recuperaram, 75% do total.
 
"O Hospital Vitória é um orgulho da nossa cidade na luta contra a pandemia: um hospital de verdade enquanto se pedia um hospital de campanha, provisório”, disse o prefeito Rafael Greca.
 
A reabertura da ala clínica, antes desativada, foi possível a partir de uma parceria firmada entre a Prefeitura de Curitiba e o UnitedHealth Group Brasil, dono da operadora Amil e do grupo médico-hospitalar Americas Serviços Médicos.
 
O espaço foi cedido ao município em regime de comodato. O vice-presidente de relações institucionais da UnitedHealth Group Brasil, Renato Casarotti, exalta a parceria. Segundo ele, a Prefeitura de Curitiba enfrenta a pandemia de forma "humana e íntegra".
 
"É um hospital com toda a estrutura, com a toda a qualidade na assistência que o povo curitibano merece", afirmou a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.
 
O hospital é administrado pela Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas), vinculada à Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Hoje, a unidade conta com 122 leitos, 64 deles de UTI. Mais de 500 profissionais trabalham no local.
 
Segurança
Para a diretora de Atenção à Saúde da Feas, Tatiane Filipak, um dos segredos do Vitória é a versatilidade da equipe. “Quando a demanda é de enfermaria, eles se moldam para a enfermaria; quando é de UTI, todos se voltam para a UTI. Estão preparados para tudo. Isso dá segurança”, declarou.
 
O enfermeiro Bruno Henrique de Mello é o gerente da unidade. Ele reforça o espirito da equipe, que define como muito unida e comprometida com a qualidade da assistência. “Enquanto for preciso, a população de Curitiba pode contar conosco”, assegurou.
 
Um exemplo de satisfação é a psicoterapeuta Regina Azevedo, que esteve internada de 20 a 28 de maio e chegou a ficar na UTI. Na saída, foi surpreendida com um pedido de casamento pelo namorado Luciano Costa. Tudo tinha sido organizado por ele com o apoio do hospital.
 
"Um atendimento fantástico, maravilhoso, eu fiquei realmente muito feliz", suspirou a ex-paciente.