Error: Only up to 6 modules are supported in this layout. If you need more add your own layout.

Novas equipes do Samu encerram treinamento em rotinas pré-hospitalares

Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: Anya Colman
 
Terminou nesta sexta-feira (29/1) o treinamento de 24 enfermeiros e 46 técnicos de enfermagem que vão integrar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Eles começam a trabalhar na próxima segunda-feira (1/2).
 
Os novos colaboradores foram contratados por processo seletivo público pela Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas), que passa a administrar o serviço. A Feas é vinculada à Secretaria Municipal da Saúde.
 
O treinamento foi realizado no Centro de Capacitação e Desenvolvimento Humano (Cecadeh) da Feas. Agora, eles se juntam a 12 enfermeiros, 16 técnicos de enfermagem e 60 médicos da própria fundação que já atuam no Samu desde 2012.
 
“As novas equipes fazem parte da estratégia para melhorar a qualidade do atendimento à população não só na área de urgência e emergência, mas também na atenção primária”, disse a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.
 
Foram dez estações práticas e seis teóricas de treinamento sobre rotinas de recursos humanos e operacionais, como paramentação para covid-19, emergências cardiológicas e controle de hemorragias.
 
“Recebi novas orientações no cuidado com hemorragias, o que não tinha visto no curso que fiz em 2019”, contou a técnica de enfermagem Vanessa de Oliveira, que já trabalha no Samu de São José dos Pinhais.
 
Segundo o médico Michel Cadenas, responsável técnico do Cecadeh, o treinamento também ajudou a reforçar protocolos importantes, como atendimento a casos suspeitos de covid-19 e desinfecção de ambulâncias.
 
“Já temos uma agenda para fevereiro e março de educação continuada desses profissionais”, acrescentou Cadenas.
 
 
Qualificação e experiência
 
Já aprovados em processo seletivo público na Feas, os novos integrantes do Samu de Curitiba foram submetidos a uma avaliação interna para serem admitidos no serviço.
 
“A marca da fundação é a qualidade na prestação do serviço. Por isso, só os melhores foram selecionados para atuar no Samu, todos com experiência na área”, assegurou  a diretora de Atenção à Saúde da Feas, Tatiane Filipak.
 
Entre os escolhidos para trabalhar no Samu de Curitiba está o enfermeiro Luiz Carlos Nunes, que tem experiência em atendimento pré-hospitalar na saúde privada e se diz muito preparado para a nova função.
 
“Quem é da área pré-hospitalar sonha trabalhar no Samu de Curitiba. É isso que estou realizando”, revelou o enfermeiro.
 
O sentimento de realização pôde ser percebido na entrega dos uniformes, momento festejado por muitos dos novos integrantes do Samu.