Error: Only up to 6 modules are supported in this layout. If you need more add your own layout.

Em um mês, Victor do Amaral recebe 155 pacientes e dá alta para 72%

Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação/PMC
 
Reaberto pela Prefeitura de Curitiba há um mês, o Hospital Victor Ferreira do Amaral registrou 155 internações entre os dias 4 e 31 de dezembro. Do total, 113 pacientes estavam com covid-19; 112 (72,2%) ganharam alta; 10 (6,5%) morreram.
 
O hospital foi reativado no dia 3 de dezembro de 2020 pelo prefeito Rafael Greca e a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak. O balanço do primeiro mês de reativação do hospital confirma o acerto na estratégia da Prefeitura. Em menos de uma semana, a unidade foi preparada para ficar na retaguarda do atendimento a casos de coronavírus.
 
“Foi um desafio assumir a gestão do hospital, treinar a equipe e iniciar o atendimento em tempo recorde, mas todos cumpriram o objetivo inicial”, disse a diretora de Atenção à Saúde da Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas), Tatiane Filipak, que administra o Victor do Amaral.
 
A equipe do hospital conta com 180 colaboradores, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, fonoaudiólogo, psicólogo, nutricionista, assistente social, farmacêuticos e assistentes administrativos. São 40 leitos de enfermaria, oito de UTI e quatro de estabilização.
 
Para a diretora da Feas, a estrutura montada em pouco tempo prova que o município tem conseguido, com muito esforço e inteligência, ajustar a capacidade de atendimento às necessidades da população.
 
“Mas isso não desobriga as pessoas de tomarem cuidados, como usar máscaras, higienizar frequentemente as mãos e evitar aglomerações”, ressalva Tatiane Filipak.
 
Perfil
Em relação ao perfil dos internamentos, os números do primeiro mês de funcionamento do hospital revelam que foram atendidas mais mulheres (54,9%) do que homens (45,1%). A maioria dos pacientes (62,5%) tinha 60 anos de idade ou mais, seguida pela faixa etária de 45 a 69 anos (24%).