Share |

Curitiba recebe comitiva de Campo Grande para conhecer SUS curitibano

Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: SMS
Uma comitiva de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, visita Curitiba nesta quarta e quinta-feira (7 e 8/8), para conhecer o sistema de saúde da capital paranaense. O objetivo é saber mais sobre programas, processos e projetos que fazem do município uma referência nacional para o SUS.
De acordo com o secretário municipal da Saúde de Campo Grande, José Mauro Pinto Castro Filho, a sugestão de buscar a capital paranaense para conhecer o modelo de atenção à saúde do município partiu do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.
Castro Filho – acompanhado do superintendente de Economia em Saúde de Campo Grande, Vinícius Alves Corrêa; da superintendente de assistência de rede em Saúde de Campo Grande, Ana Paula Resende; e do supervisor executivo, José Mendes – reuniu-se com a secretária municipal da saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, e sua equipe, na quarta-feira pela manhã.


Durante a tarde, a comitiva visitou o Departamento de Urgência e Emergência e a UPA Pinheirinho, que recentemente foi reaberta num novo sistema, que diminui o tempo de espera por atendimento – o chamado Circuito Direcionado de Atendimentos (CDA) separa o fluxo dos pacientes de baixo risco (classificados com pulseiras azuis e verdes) dos prioritários (amarelo) e dos de urgência e emergência (laranja e vermelho), o que permite aos profissionais de Saúde direcionarem o atendimento de forma mais precisa a cada tipo de necessidade e reduz o tempo de espera nos casos não-urgentes.
“Para nós, recebermos uma comitiva como essa, é uma honra, porque significa que os investimentos feitos pelo prefeito Rafael Greca em saúde e os esforços de nossas equipes em tornar Curitiba como referência estão surtindo efeito. Os avanços estão sendo reconhecidos”, diz Márcia Huçulak. “Além disso, essas oportunidades são sempre importantes para troca de experiências. Sempre aprendemos algo novo”, complementa.
De acordo com Castro Filho, a forma como Curitiba reestruturou seu sistema de saúde é interessante. “Viemos aprender o que deu certo e encurtar o caminho, copiando os processos exitosos, considerando a nossa realidade em Campo Grande”, explica.
O secretário de Campo Grande citou, entre os destaques apresentados à comitiva, a criação de uma fundação de saúde para apoiar as atividades da pasta e, mais recentemente, a forma como a capital paranaense equalizou as filas de espera para cirurgias, a partir da estratégia Saúde Já, com ações continuadas de mutirões e um sistema de telerregulação médica, que qualifica os encaminhamentos para as especialidades, trazendo agilidade para o sistema.