Share |

Maternidade Bairro Novo é premiada pela Organização Mundial da Família

Postado em Assessoria de Imprensa

A Organização Mundial da Família (OMF) premiou a Prefeitura de Curitiba pela implantação do Centro Comunitário Bairro Novo, conhecido como Maternidade Bairro Novo. A homenagem ocorreu nesta quinta-feira (14/12), em Genebra, na Suíça, durante a comemoração de 70 anos da instituição, que tem status consultivo especial junto às Nações Unidas.  

O troféu Parceria Sustentável, conferido ao prefeito Rafael Greca pela fundação da Maternidade Bairro Novo, foi recebido pela secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, e entregue pela presidente da OMF, Deisi Kusztra.  

"Divido esse prêmio com a valorosa equipe da Saúde municipal que ao longo dos 21 anos manteve o Hospital do Bairro Novo como referência nacional em atenção aos bebês e suas mães, agora reconhecido internacionalmente", afirmou Greca.

A Maternidade Bairro Novo foi inaugurada pelo prefeito em 1996, durante sua primeira passagem pela Prefeitura. A maternidade se tornou referência do Programa Mãe Curitibana para as gestantes da área de abrangência do Distrito Sanitário do Bairro Novo. É voltada a gestantes de baixo risco e presta serviços exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Conta com 142 funcionários, sendo 21 ginecologistas/obstetras, nove pediatras e cinco enfermeiros obstetras. Em 2017, realizou 18.729 atendimentos ambulatoriais e 2.104 partos (74% normais, atendendo a indicação da Organização Mundial da Saúde).

Entre as práticas de humanização adotadas, estão garantia da presença do acompanhante, plano de parto, massagens, banhos terapêuticos, exercícios respiratórios e na bola, escalda pés, ecografia ecológica e caminhadas.

A implantação de medidas pós-parto, como o contato pele a pele da mãe e o recém-nascido e o primeiro banho no balde, tornaram o hospital referência no atendimento humanizado e contribuíram para o baixo número de cesarianas.

“É uma honra receber este reconhecimento mundial, em nome do prefeito Rafael Greca. A Maternidade Bairro Novo transformou a vida das pessoas na comunidade”, afirma a secretária municipal da Saúde, Márcia Huculak.

Maternidade Bairro Novo

No último domingo (10/12), a Maternidade Bairro Novo comemorou o parto de número 50 mil, com o nascimento de Bryan Rocha Almeida. Ele é o primeiro filho da dona de casa Luana Nunes Rocha, 37 anos, e do vigia Clodoaldo da Silva Almeida, moradores do bairro Pinheirinho. O menino nasceu de parto normal às 9h26 e com 3,885 kg.

Inaugurado em 1996, como o Centro Médico Comunitário Bairro Novo, nome que leva na fachada até hoje, foi considerado o primeiro hospital próprio do município, atendendo às demandas do crescimento populacional da Região Sul da cidade na época, que exigiam novos equipamentos públicos, inclusive na área da Saúde.

Com uma arquitetura de um hospital de campanha norte-americano, foi concebido para atender pacientes em cirurgias eletivas de baixa complexidade e funcionava por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal da Saúde e o Hospital Universitário Evangélico.

O centro médico incluía também a maternidade, que em 1998 conquistou o título de Iniciativa Hospital Amigo da Criança (Ihac), renovado este ano para o próximo triênio. Em março de 2013, passou a atender exclusivamente como maternidade e a ser administrada totalmente pela Prefeitura, por meio da Fundação Estadual de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes).