Share |

Grupo de voluntários do Hospital do Idoso faz decoração especial para a Copa do Mundo

Postado em Assessoria de Imprensa

Fotos: Anya Colman

Balões, bandeiras, enfeites nas cores verde e amarelo ganharam destaque nos corredores, recepção e unidades de internação do Hospital do Idoso Zilda Arns (Hiza). A decoração especial para a Copa do Mundo foi toda desenvolvida pela equipe de Voluntariado do hospital.

“A Copa sempre traz uma euforia, pensamos em fazer uma decoração que quebrasse o gelo do ambiente hospitalar e contagiasse”, conta a voluntária Sônia Regina Kusma Cardoso. A animação logo se estendeu a funcionários e acompanhantes. “Quando fomos decorar a recepção, todos opinaram e ajudaram com a instalação dos enfeites”, relata a voluntária Eliane Joaquim.

Parte do material foi arrecadada pelos voluntários, que também reutilizaram enfeites de outros anos do próprio hospital. Em frente ao posto de trabalho da assistente-administrativo Ana Maria Ferreira há um painel de bexigas que formam a bandeira do Brasil. Ela conta que várias pessoas param para tirar foto ali. “É uma iniciativa muito importante, ainda mais vinda de voluntários, está maravilhoso”.

A auxiliar de confeitaria Simone Correa aguardava para fazer uma cirurgia e comentou que o ambiente decorado ajudou amenizar a ansiedade. “A decoração chamou a atenção, até esqueci que estava no hospital”, destacou a paciente.

O porteiro do hospital Raimundo Correa disse que a decoração motiva a torcer pelo Brasil, mas pondera que o time precisa melhorar o desempenho em campo. “Está tudo muito bonito, dá uma animada em torcer, só o time que está devendo um futebol melhor”, brinca, referindo-se ao empate em 1 a 1 com a Suiça no jogo de estreia.

 

O programa

O projeto de voluntariado foi lançado em março de 2017 a partir  de demandas identificadas pelo Setor de Serviço Social do Hospital do Idoso para valorizar o relacionamento humano. Foram então abertas inscrições e um processo para selecionar as pessoas que atualmente prestam os serviços como voluntárias no hospital.

A equipe conta atualmente com 80 pessoas, que atuam de segunda a sexta-feira, por quatro horas semanais nas funções de voluntário acolhedor, visita solidária, capelania e acompanhante solidário de pacientes.

Os voluntários participam de um treinamento para conhecer a instituição, sua história, normas, rotinas e procedimentos. Os novos voluntários são acompanhados por um “padrinho”, um voluntário mais experiente, até que se sintam habilitados a atuarem sozinhos.

Periodicamente são abertos processos de seleção para novos candidatos. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

 

Agência transfusional do Hiza completa 3 anos, reduz tempo de procedimento e evita desperdícios

Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: Fernanda Luvizotto

Nesta quinta-feira (14), Dia Mundial do Doador de Sangue, a Agência Transfusional do Hospital do Idoso Zilda Arns completa três anos de funcionamento e 6,5 mil bolsas transfundidas no período. A criação da unidade tornou as transfusões de sangue mais rápidas e seguras, além de reduzir o desperdício de componentes do sangue.

Com a agência, o hospital além de armazenar o sangue e seus componentes (como hemácias e plaquetas), realiza testes compatibilidade do material biológico do receptor e doador, monitorando a refrigeração e integridade dos componentes, reduzindo em 70% o tempo dos procedimentos de transfusão.

Até então, quando o paciente precisava passar por uma transfusão, a equipe de enfermagem coletava uma amostra de sangue, que era levada ao Hospital do Trabalhador. “A demora maior estava neste transporte dos materiais, que levava em torno de 3 horas”, conta a farmacêutica Larissa Savoia Assef.

A Agência funciona 24 horas e conta uma equipe formada por seis técnicos de laboratório, um médico hematologista e um farmacêutico e realiza o acompanhamento dos procedimentos.

“Fazemos o monitoramento de todo o processo: da infusão do sangue, do quadro clínico do paciente – antes e depois da transfusão – e a conformidade dos sinais vitais e eventuais reações”, descreve Larissa. A agência transfusional também encaminha material para a Maternidade Bairro Novo.

 

Sem desperdício

A implantação da agência transfusional reduziu o desperdício de hemocomponentes como, por exemplo, de plasma fresco. Muito usado em cirurgias, para garantir estoque em casos de emergência, o material era solicitado ao Hospital do Trabalhador e enviado em temperatura ambiente para uso imediato. O que não era utilizado, era descartado. “Hoje, o mantemos o material congelado e descongelamento é feito apenas quando e na quantia necessários”, relata Larissa.

 

UPA Tatuquara completa um ano com 105 mil atendimentos feitos

Postado em Assessoria de Imprensa

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Tatuquara completou nesta terça-feira (22/5) um ano de funcionamento. Nestes primeiros 12 meses, a UPA já fez 105 mil atendimentos.
 
“O prefeito Rafael Greca tem um carinho especial por esta UPA. Desde que assumiu, queria muito abrir suas portas. É uma preocupação nossa o atendimento digno e com respeito ao cidadão curitibano”, destacou a secretária municipal da Saúde, Marcia Huçulak, que se reuniu com os funcionários da UPA Tatuquara na manhã desta terça-feira (22/5) para o “Parabéns a Você". 
 
A abertura da UPA foi um compromisso de campanha cumprido pelo prefeito Rafael Greca e permitiu aos moradores do Distrito Sanitário Tatuquara o acesso mais próximo ao atendimento em situações de urgência e emergência. Nos oito postos de saúde da Regional Tatuquara são 156 mil usuários cadastrados.
 
A dona de casa Florinda Terezinha Padilha, 76 anos, recebeu um atendimento de emergência na Unidade e segue na sala de observação, acompanhada pela filha. “Se não tivesse a UPA Tatuquara, não sei o que seria, porque teria de ir até a UPA do Pinheirinho, que é muito longe da minha casa”, contou Florinda, que mora na região há quatro décadas.
 
Sua filha, a vendedora Marilda Padilha, 38, elogia o atendimento humanizado recebido. “Médicos muito atenciosos, cuidam desde dar ‘bom dia’ e sempre explicam tudo o que acontece com o paciente”, disse.
 
Abertura
 
Com 161 funcionários – entre eles 56 médicos e 82 profissionais de Enfermagem –, a Unidade tem capacidade para 400 atendimentos por dia.
 
“Temos também todo o apoio da FEAES, uma parceria da qual temos todo o orgulho. A equipe que está aqui é contratada pela Fundação, em um trabalho que dá agilidade a todos os processos”, destacou a secretária municipal Marcia Huçulak.
 
A UPA estava pronta desde o final de 2016, na gestão anterior, mas faltava previsão orçamentária para contratação de funcionários e compra de equipamentos, o que foi solucionado em maio do ano passado, possibilitando sua abertura.
 
Estrutura
 
A Unidade tem duas salas de emergência e uma para sutura, 12 leitos para observação de adultos e cinco para observação pediátrica, dois quartos de isolamento (adulto e pediátrico), posto de enfermagem, seis consultórios, salas de eletrocardiografia, espaço acadêmico, farmácia e central de esterilização de materiais.
 
O local tem 2,5 mil m² de área para o público e 1 mil m² no piso superior para o setor administrativo, também abriga uma base do Samu e conta com apoio de helicóptero, o que deixa mais rápido o socorro e transporte de pacientes, quando necessário.
 
Presenças
 
Participaram da comemoração o administrator Regional Tatuquara, Jadir Silva de Lima, a supervisora do Distrito Sanitário Tatuquara, Luciana Kusman, a diretora administrativo-financeiro da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes), Leila Cristina Duflot, a diretora de Atenção à Saúde da Feaes, Tatiane Filipak, lideranças comunitárias da região, agentes sanitários locais das unidades de saúde da região e funcionários da Unidade de Pronto Atendimento. 

Ação "Mãos Limpas Salvam Vidas" incentiva a correta higienização das mãos no Hiza

Postado em Assessoria de Imprensa

Nestas terça (15/5) e  quarta-feiras (16/5), o Serviço de Controle e Infecção Hospitalar (SCIH)do Hospital do Idoso Zilda Arns (Hiza) promoveu uma a ação “Mãos Limpas Salvam Vidas”, para conscientizar os funcionários sobre a importância da higienização das mãos.
O evento marcou as celebrações do dia Nacional de Controle de Infecção Hospitalar, comemorado em 15/5, e o Dia Mundial da Higiene das Mãos, celebrado no último dia 5.
De forma lúdica, os funcionários foram convidados a lembrar quais são os cinco momentos da higienização das mãos, que ajudam a prevenir as Infeções relacionadas  à Assitência à Saúde (IRAS), protegendo o paciente.
Realizada no refeitório do Hiza, 200 funcionários dos três turnos, de diversos setores do hospital participaram de uma gincana, em que responderam a questões sobre os cinco momentos da higiene das mãos. A premiação foi doce: um brigadeiro para as respostas certas.

 

Os cinco momentos da higienização das mãos focados na Campanha “Mãos Limpas Salvam Vidas”:1.    Antes do contato com o paciente;
2.    Antes da realização do procedimento asséptico;
3.    Após risco de exposição a fluidos corporais;
4.    Após contato com o paciente;
5.     Após contato com as áreas próximas ao paciente;

 

Maio/2018 Flyer da campanha. Fotos Anya Colman.

 

 

 

Evento do Dia do Trabalho realiza 800 atendimentos

Postado em Assessoria de Imprensa

Fotos: Anya Colman
Foram mais de 800 atendimentos voltados à saúde, bem-estar e beleza dos durante o evento de Comemoração ao Dia do Trabalho promovido pela Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes) a seus funcionários. As atividades foram realizadas nos dias 3 e 4 de maio, celebrando o 1º de Maio.
“Ficamos muito felizes com o envolvimento e participação, o objetivo era proporcionar um momento especial de cuidado e valorização para todos os nossos colaboradores”, destaca Adriana Moreira Kraft, diretora geral da Feaes. 
Entre os serviços foram oferecidos testes rápidos de diabetes, esmaltação de unhas, maquiagem, cortes de cabelo (masculino e feminino), sessões rápidas de massagem, auriculoterapia, alongamento, dança circular, exames de visão e drenagem linfática facial.
Os funcionários organizaram uma feira de talentos, que incluiu dicas de filmes, exposição de fotos das equipes e divulgação de artesanatos. No final do evento foi realizado sorteio de brindes.
A programação contou ainda com as visitas dos projetos Amigo Bicho e Contadores de Histórias, além da apresentação do Coral Movimento Artístico, do Centro de Atenção Psicossocial do Boa Vista.
As ações se concentraram no Hospital do Idoso Zilda Arns (Hiza) e foram realizadas em parcerias da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (Smelj), Faculdade Ibrate, Instituto Embeleze, Mary Kay, Ótica São José, Belles Estética e Laser e profissionais autônomos e liberais.
 
Resultados
A assistente administrativo do Hiza Pétala Montanari aproveitou a oportunidade para fazer o teste de visão que sinalizou dificuldade de leitura. Preocupada, ela decidiu procurar um oftalmologista, que confirmou o diagnóstico. “Hoje estou usando óculos, meu rendimento aumentou e não tenho mais enxaquecas”, observou.
O técnico de informática da Feaes Rodrigo Hoffmann realizou o teste de glicemia e teve como resultado uma leve alteração. “Cortei o refrigerante e estou tentando perder peso, mas agora vou procurar um médico para fazer o acompanhamento”, contou.
Para o técnico de Segurança do Trabalho da UPA Tatuquara Hamilton Sobenko, o evento foi “revigorante e proporcionou a integração entre funcionários das unidades”. “Cada atividade ajudou em uma área e trouxe bem-estar físico e mental, o que reflete no rendimento profissional também”, destacou. 
 
Palestras
Na manhã do dia 3, a presidente do Instituto Humanista de Desenvolvimento Social (Humsol), Tânia Mary Gomez, proferiu a palestra “Eu os declaro felizes para sempre”, em que relatou sua experiência pessoal na descoberta, tratamento e cura do câncer de mama. 
No mesmo dia foi realizado o lançamento do concurso de boas práticas Sustentabilidade Consciente. Os funcionários podem inscrever propostas implementadas de melhorias de processos de trabalho e concorrer a prêmio. Mais informações no site da Feaes.